Notícias PUSP-RP


Nota de Esclarecimento do Prefeito

Nota de Esclarecimento


Tendo em vista o teor de manifestação enviada por correio eletrônico no dia 30 de setembro de 2014, esclarecemos que:

• A equipe técnica da Prefeitura do Campus USP de Ribeirão Preto é formada por diversos servidores que possuem diferentes formações acadêmicas e vivências profissionais que contribuem para o assessoramento das decisões, considerando a pluralidade dos assuntos ligados à Prefeitura e aqueles atinentes às funções do Conselho Gestor;

• Existe um esforço muito grande dessa equipe no seu dia a dia de realizar as tarefas e uma boa gestão, inclusive comprometida com o orçamento da Universidade, mas há uma distância monumental, do tamanho do universo, entre a informação extraoficial veiculada e a realidade observada por quem vivencia este cotidiano;

• Outras manifestações direcionadas a esta PUSP-RP também vieram destituídas do tijolo fundamental que é a informação correta, da honestidade e do respeito mútuo que devem pautar as relações na USP;

• Numa democracia verdadeira, a divergência é aceitável, mas num debate franco e honesto, como tem sido nas relações com o Ministério Público e outros órgãos governamentais de fiscalização;

• A Universidade de São Paulo, bem como seus membros, têm compromisso com a verdade, embora a imprensa e outros veículos de informação não oficiais, algumas vezes, divulguem informações inverídicas e que denigrem a imagem desta instituição perante a sociedade;

• Não compreendemos por que uma ação política baseada em inverdades dentro da Universidade de São Paulo que enfrenta um cenário financeiro tão adverso possa beneficiar associações e outras entidades que se denominam representativas de seus servidores;

• O adverso cenário econômico-financeiro enfrentado pela Universidade de São Paulo nos últimos meses propicia que esforços sejam conjugados – por gestores e representantes de classes sindicais e outras entidades – de forma a buscarem soluções viáveis e exequíveis;

• Divulgar informações incorretas sobre o Prefeito, Vice-prefeito e seus respectivos assessores é uma forma de assediar servidores concursados que procuram ajudar da melhor forma possível o gerenciamento do Campus.


As informações corretas são:

1 - A responsabilidade por combate a incêndio é da Corporação dos Bombeiros da PM;

2 - A decisão de contratar empresa privada não foi iniciativa da PUSP-RP. O contrato foi sugerido pela antiga Superintendência de Segurança e os recursos aportados pela Reitoria que efetuou o repasse durante os primeiros meses, cancelando a referida verba em função da restrição orçamentária de 2014. O cancelamento do contrato foi proposto pela própria empresa contratada e ocorreu de forma amigável;

3 - A USP não é obrigada a contratar bombeiro civil;

4 - A função de Agente de Vigilância do Campus USP de Ribeirão Preto, conforme Plano de Classificação de Funções (PCF) sumariamente é a de execução de medidas de vigilância no Campus;

5 - Portanto, é inequívoco que, ao combaterem princípio de incêndio, estarão cumprindo suas atribuições previstas no PCF, quais sejam: garantir a segurança de pessoas e bens; prestar ações de primeiros socorros; acionar supervisores (...) caso haja algum (...) acidente de gravidade; zelar pela segurança individual e coletiva, utilizando equipamentos de proteção apropriados, quando da execução dos serviços; manter-se atualizado em relação às (...) necessidades do setor/departamento; executar outras tarefas correlatas, conforme necessidade ou a critério de seu superior;

6 - Com a empresa contratada, o incêndio deste ano causou mais danos que o ocorrido em 2011 quando nenhuma empresa estava contratada;

7 - O Corpo de Bombeiros concorda que os agentes de vigilância devem agir como uma brigada florestal, apta a combater princípios de incêndios no Campus de Ribeirão Preto, sendo da Corporação, e não da USP, a responsabilidade de combater incêndios no município;

8 – Em relação à prevenção de incêndios, a PUSP-RP realiza diversas medidas na área destinada ao reflorestamento, como a manutenção de aceiros, a realização de roçadas e a eliminação da vegetação invasora, ações que, por si, não são suficientes para garantir a integridade da floresta. Nessa abordagem, a implementação de medidas estruturais, como o monitoramento eletrônico (instalação de torres e câmeras), está sendo priorizada para minimizar a possibilidade de reincidência de incêndios, entendimento que também é pacífico na Corporação dos Bombeiros e na Promotoria de Meio Ambiente.
Diante de todo o exposto, tanto Prefeito, Vice e respectivos assessores, com a anuência do Conselho Gestor procuram fazer o melhor para a comunidade. Dessa forma, desejamos contar com todos os servidores do Campus de Ribeirão Preto para fazer uma USP melhor esperando também contar com a ajuda de Vossa Senhoria e daqueles que almejam o melhor para esta Instituição.
Respeitosamente,

Prof. Dr. Osvaldo Luiz Bezzon
Prefeito de Campus USP

Escrito por: Gabinete do Prefeito
Inserido em 03/10/2014