Video Institucional - Divulgação

Cartilha: Violência de Gênero na USP

Diretrizes gerais para as ações institucionais de intervenção diante de situações de violência ou discriminação de gênero ou orientação sexual

 

Se você chegou até aqui é porque deseja compartilhar alguma situação de violência
que você vivenciou/sofreu ou testemunhou. Esta Comissão oferece duas opções. 

Por favor, leia atentamente as instruções para cada uma delas.

1. Relato oficial, identificado, para apuração.

Seu relato será apreciado por esta Comissão e mediante sua identificação as providências administrativas iniciais serão tomadas e, caso solicitada, as providências de atendimento pessoal serão realizadas.

Link para Formulário 1 – Relato oficial

2. Um relato anônimo (sem identificação)

Caso você opte por não se identificar, esteja ciente que a apuração pode ser mais difícil pois são necessários indícios suficientes de que a violência aconteceu para que se inicie uma sindicância ou processo administrativo . Ainda assim, seu relato será apurado na medida do possível e utilizado para compor dados sobre violência contra mulheres e gêneros, servindo ao planejamento e implantação de medidas de educação, sensibilização e prevenção.

Link para Formulário 2 – Relato anônimo

 

 

 

Email para contato: cavmulheres-rp@usp.br
 

A Comissão Para Apurar Denúncias de Violência Contra as Mulheres e Gênero no Campus de Ribeirão Preto (CAV - Mulheres USP/RP) existe para acolher situações de violência de todo e qualquer tipo (física, emocional, psicológica, sexual, de cunho machista, racial ou LGBT fóbica) contra mulheres e gêneros no campus de Ribeirão Preto. Está estruturada em dois grupos de trabalho que atuam de forma integrada voltados para:

(1) Prevenção e educação: visando diminuir os casos de violência contra a mulher, atua de forma a pensar mecanismos de prevenção, tendo como princípio a promoção de ações educativas e o fomento do diálogo entre os grupos.

(2) Acolhimento a denúncias e casos: acolher os casos do ponto de vista administrativo e oferecer às vítimas o apoio necessário, seja ele psicológico, judiciário ou de saúde. Para que os procedimentos sejam oferecidos é necessário que seja feito um registro oficial da situação para que logo em seguida sejam tomadas as medidas administrativas e de acolhimento pessoal.

Composição: A comissão é composta exclusivamente por mulheres, de forma paritária, contando com três representantes titulares das categorias docente, servidoras e estudantes e uma representante suplente de cada categoria.

Composição 2018 – 2020
Docentes:
Titular: Profª. Drª. Perla Calil Pongeluppe Wadhy Rebehy (Presidente) Departamento de Administração - FEA-RP
Titular: Profª. Drª. Simone Cecílio Hallak Regalo (Vice-presidente) Departamento de Morfologia, Fisiologia e Patologia Básica - FORP
Titular: Profª. Drª. Danielle Palma de Oliveira Departamento de Análises Clínicas, Toxicológicas e Bromatológicas - FCFRP
Suplente: Profª. Drª. Fátima Graça Monteiro Corvisier Departamento de Música - FFCLRP
Servidoras técnicas e administrativas:
Titular: Juliana Villela Bueno Departamento de Enfermagem Materno-Infantil e Saúde Pública - EERP
Titular: Marisa de Castro Pereira Departamento de Direito Privado e Processo Civil/FDRP
Titular: Ana Regina Martins Moreira Seção de Serviços Gerais - FMRP
Suplente: Lícia Barcelos de Souza Departamento de Psicologia - FFCLRP
Discentes:
Titular: Deise Camargo Maito Aluna de pós-graduação - FMRP
Titular: Gabriela Cortez Campos Aluna de graduação - FDRP
Titular: Aline Lemos Reis Bianchini Aluna de pós-graduação - FDRP
Suplente: Nathália Cristina Resende Mendes Aluna de graduação - FMRP